NewsWindows Server

Interop On The Road: Novidades Windows Server 2016

A um tempo atrás, tivemos um post convidando para o evento Interop On The Road, em que especialistas Microsoft estão viajando em um Ônibus, começando em Porto Alegre, passando por Palhoça, Curitiba e finalizando em São Paulo, apresentando novidades sobre os próximos produtos que serão lançados pela Microsoft.

ms-interop

Participei hoje pela manhã do evento na PUC-PR, em Curitiba, e presenciei a palestra do Jorge Vera, “O que há de novo no Windows Server 2016”, logo após, “Nano Server: O futuro do Windows Server” com o André Ruschel, que também apresentou “Usando Linux no Hyper-V”.

O que há de novo no Windows Server 2016

Nessa apresentação, o Jorge Vera apenas pincelou em relação as novidades previstas para o Windows Server 2016, com base no que está disponível no Windows Server 2016 Technical Preview 3 e nos últimos eventos que eles estiveram nos Estados Unidos.

Uma das novidades é o Windows Server Containers, consiste em um lugar onde uma aplicação pode rodar sem afetar o resto do sistema e sem que o sistema possa afetar a aplicação. Imaginar todas as possibilidades que essa novidade pode trazer é até difícil, porém é importante testar exatamente como funciona e claro, até o lançamento da versão final podem ser implementadas mudanças.

Sobre o AD, duas features foram destacadas, o AD Azure Join, que quer facilitar a interoperabilidade de dispositivos e ambientes e o Privileged Access Management, que trata melhor a questão da segurança de credenciais com acessos privilegiados.

Para o Hyper-V, foi comentada a inclusão de placa de rede e memória a quente, que são recursos que a Microsoft já estava devendo. Outra novidade interessante, é o Production Checkpoints, um tipo de snapshot que usa o serviço Volume Shadow Copy (ou File System Freeze, no Linux) para colocar a maquina virtual em um “safe state”. Aplicando um production checkpoint a máquina é restaurada de um estado offline, de forma que a aplicação não é afetada.

Além disso, foram citadas algumas novidades do Failover Cluster, o Windows Server Antimalware, novidades de File and Storage Services, o Web Application Proxy (quer facilitar a liberação de serviços interna e externamente).

Nano Server: O futuro do Windows Server

O Nano Server é um novo conceito de servidor que ocupa pouquíssimos recursos, por exemplo, a imagem de instalação tem 128MB. A Microsoft planejou essa versão pensando nas solicitações comuns dos clientes como updates e reboots, imagens para instalação via rede e com S.O menor, o custo diminui, principalmente se o servidor está na nuvem. Algumas caracteristicas do Nano Server são:

  • Não tem interface gráfica
  • Somente 64 bit
  • Sem suporte a MSI
  • Menor consumo de memória e espaço em disco
  • Suporte de driver completo
  • Antimalware
  • Apenas algumas funções e recursos

No momento, a versão não é instalada, mas implantada. Tem um procedimento que vou postar nos próximos dias. Abaixo algumas estatísticas comparando as versões do Windows Server:

Comparativo entre os tipos de instalação do Windows Server

Comparativo entre os tipos de instalação do Windows Server

Usando Linux no Hyper-V

A última apresentação que assisti foi “Usando Linux no Hyper-V”, onde foi demonstrado o Linux Integration Services, que nada mais é que um “VMware Tools”. Com ele instalado, todas as funções de integração do Linux com o Hyper-V funcionam como se fossem máquinas com Windows. É importante comentar que ele não é necessário para todas as distribuições, em casos que a Microsoft contribui com o código não é necessária a instalação do LIS.

Basicamente é isso, infelizmente não pude acompanhar o evento a tarde, seriam apresentadas informações em relação ao Remote Desktop Services e RemoteApp.

Qualquer dúvida enviem e-mail ou comentem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.