Facebook insere avisos de conteúdo “pesado” e desabilita auto-execução de vídeos violentos

Parece que o Facebook está dando cada vez mais atenção ao seu aspecto audiovisual. A rede social passou a restringir conteúdo extremo e violento no feed de notícias através de avisos, além de bloquear tais materiais nas contas de menores de idade. Embora a rede nunca tenha permitido vídeos com “apologia à violência”, uploads com notícias e filmagens ilustrando execuções e outras brutalidades são permitidos em defesa da liberdade de expressão.

Após pressões de diversos membros, o Facebook decidiu incluir avisos para vídeos com conteúdo violento, juntamente com a desativação do recurso “auto-play” em tais materiais. Um dos primeiros uploads a receber as mudanças da rede social é o da execução de um policial que respondeu aos chamados contra o ataque terrorista ao jornal satírico Charlie Hebdo.

Um dos principais problemas da rede social atualmente é a permissão de usuários menores de idade, com até 13 anos, criarem suas próprias contas. Para evitar traumas a este segmento de membros, o Facebook criou esta política de proteção de conteúdo, que impactava seus usuários após os uploads de vídeos de decaptações de reféns realizadas pelos ISIS.

Contas que declararem ter menos de 18 anos não irão mais ter acesso a conteúdo violento, cujas postagens não aparecerão nestes feeds. Entretanto, conforme constatado pela BBC, isto não impedirá usuários menores de idade de criarem contas falsas e buscar este material por conta própria.

O Facebook tem feito uma grande movimentação para desafiar o YouTube nos aspectos audiovisuais, investindo neste setor para melhorar a experiência do usuário. A rede social anunciou recentemente que está com um bilhão de execuções de vídeo por dia.

via Adrenaline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.